K - Farma, a Marca da Saúde.

sexta-feira, 29 de abril de 2016

COMUNIDADE DO POVOADO SÃO RAIMUNDO E FÓRUM CARAJÁS DEBATEM SOBRE IMPACTO DO EUCALIPTO TRANSGÊNICO NO BAIXO PARNAÍBA




Com a possível chegada do “Eucalipto Transgênico”- (ARVORES GENETICAMENTE MODIFICADAS), a comunidade do povoado São Raimundo, município de Urbano Santos, participou de um Seminário promovido pelo Fórum Carajás que teve apoio da LUSH, CASA e ASW, além de parceiros como a Associação Comunitária do Povoado São Raimundo e do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Urbano Santos. 


O seminário teve como palestrantes o holandês WINNIE OVERBECK - (Movimento Mundial pelas Florestas), que falou sobre “A monocultura do eucalipto e outras monoculturas pelo Brasil e pelo mundo”; da norte-americana ANNE PETERMAN – (Movimento contra transgenia), explicando em inglês e interpretado por WINNIE, sobre “Campanha global contra transgênicos”; da holandesa MEREL VAN DE MARK – também do (Movimento Mundial pelas Florestas), que apresentou um assunto importante sobre “Indústria de celulose - Rede pelo papel Sustentável”, e do baiano ZUZA - militante do MLT-BA (Movimento de Luta pela Terra), que falou sobre “Conflitos Agrários e Ambientais no Sul da Bahia”.

O eucalipto transgênico é uma grande ameaça ao meio ambiente, muito mais perigoso e devastador do que estes que existem plantados em mais de 15 mil hectares só no município de Urbano Santos.

A transgenia de arvores foi proibida a nível mundial através de ações dos movimentos em defesa dos direitos humanos e da vida após a Segunda Guerra Mundial, na época, a Organização das Nações Unidas (ONU) foi a entidade que debateu o caso em suas discussões, chegado num processo de votação, onde daí foi aprovado a proibição da transgenia de arvores no mundo. Mas com suas vantagens e decisões, de acordo com a Futura-Gene Brasil Tecnologia Ltda, empresa de biotecnologia da Suzano Papel e Celulose, o Brasil torna-se o primeiro país do mundo a plantar e liberar a comercialização do eucalipto transgênico.

Com informação do blog José Antonio Basto
Militante em Defesa dos Direitos Humanos e da Vida

3 comentários:

  1. Curioso "debate" em que os palestrantes todos são contra os transgênicos... esta atitude transforma a comunidade em bucha de canhão, infelizmente, e não contribui em nada para o entendimento da questão.

    ResponderEliminar
  2. " bucha de canhão" porque reage a empresas e pessoas gananciosas q só buscam o lucro.E deixam estas comunidades sem terra, sem agua e sem vida! É " bucha de canhão" mesmo meu caro ' marciano"

    ResponderEliminar
  3. Paulo voce conhece a comunidade? Se caso conhecesse saberia que a comunidade de São Raimundo luta contra a monocultura do eucalipto há mais de uma decada.

    ResponderEliminar

Atenção! Identifique-se para que os seus comentários sejam publicados; comentários abusivos, desrespeitosos e anônimos serão deletados. Nem tente.

DESTAQUE DO DIA noticiasubs.blogspot.com.br/2016/05/pastor-vilmar-martins-destaca-joquebed.html

O 1º CHÁ DAS 5, COM TEMA "MULHER, A PÉROLA MAIS PRECIOSA"