K - Farma, a Marca da Saúde.

quinta-feira, 6 de outubro de 2016

DEPUTADOS ADRIANO SARNEY E EDILÁZIO JÚNIOR DESTACAM AS “TACAS” DE FLÁVIO DINO E O INÍCIO DO FIM DO COMUNISMO NO MARANHÃO

"Daqui a dois anos o comunismo no Maranhão chegará ao fim", dispara Adriano
-
DEPUTADO ESTADUAL ADRIANO SARNEY
O deputado estadual Adriano Sarney (PV) profetizou, na sessão desta terça-feira 4, o fim do comunismo no Maranhão, ao apontar o governador Flávio Dino, que é do PCdoB, como o grande derrotado nas eleições municipais realizadas no último domingo 2.

Num duro discurso, Adriano afirmou que “daqui a dois anos o comunismo no Maranhão chegará ao fim”, ao citar municípios em Dino recebeu a resposta da população nas urnas, como Imperatriz, Barreirinhas, Caxias, Grajaú Codó, Lago da Pedra, Porto Franco, Presidente Dutra, Bacabal, entre outras, onde aliados do Palácio dos Leões foram derrotados.

Vamos dar um basta à tirania, às garras do felino, do leão, que tanto o governador disse que não ia mostrar o seu rugir para a população, mas mostrou mais do que nunca nessas eleições ferozes em que o uso da polícia, em que o uso do poder econômico e do poder político foi maior do que qualquer força que a gente viu por aí”, disparou.

O parlamentar chamou a atenção para a falta de pulso do comunista para controlar a situação caótica no Complexo Penitenciário de Pedrinhas e acabar com os ataques à ônibus e escolas por facções criminosas que atuam de dentro do sistema penitenciário.

Flávio Dino nunca teve o comando sobre Pedrinhas e sobre a segurança pública deste estado. Nunca se viu tantos ônibus queimados e escolas sendo depredadas como agora. Durante as eleições parou, mas não parou por causa das ações do Estado, mas porque o ministro Gilmar Mendes trouxe as tropas federais, que eu tanto pedi nesta Casa e que o meu requerimento foi negado. Mas ontem voltou. Ontem nós vimos escola sendo incendiada e ônibus sendo incendiado. O governador continua sem o poder do Estado. Ele não tem o poder porque é a maior farsa eleitoral de todos os tempos”, enfatizou.

...Um Verdadeiro Pé Frio!!!
"O Governador Flávio Dino foi o grande derrotado nessas eleições, um verdadeiro pé frio, levou taca em mais de 80% dos municípios maranhenses", disparou deputado estadual Edilázio Júnior.

O deputado estadual Edilázio Júnior (PV) também fez análise do desempenho do governador Flávio Dino (PCdoB) nas eleições 2016 no Maranhão. Ele pontuou as derrotas acumuladas pelo Palácio dos Leões e afirmou que o eleitorado do estado rejeitou o projeto comunista.

O discurso de Edilázio ocorreu durante o Grande Expediente. O PCdoB lançou 103 candidatos a prefeito e elegeu apenas 46. Veja a ineficiência do comunismo no Maranhão afora.  O governador levou taca em tudo quanto foi canto do Maranhão”, disse.

Em Imperatriz, maior cidade do interior do estado, o governador tinha uma candidata, quando abriram as urnas, o resultado foi a vitória do 15, do PMDB do senador Lobão Filho, que estava lá há dois anos. Foi a vitória do 15 de Roseana Sarney, do senador João Alberto; em Pinheiro, na Baixada Maranhense, ele levou taca. Em Lago da Pedra, levou taca. Em Caxias, levou mais taca. Em Barreirinhas, taca. Em Pedreiras, taca. Em Grajaú, que ele morou lá, taca. Dom Pedro, por onde ele passou, taca. E foi assim. Onde Flávio Dino passou deixou rastro de derrota”, finalizou.

 Assista o discurso do deputado estadual Edilázio Júnior: 
            

1 comentário:

Atenção! Identifique-se para que os seus comentários sejam publicados; comentários abusivos, desrespeitosos e anônimos serão deletados. Nem tente.

DESTAQUE DO DIA noticiasubs.blogspot.com.br/2016/05/pastor-vilmar-martins-destaca-joquebed.html

O 1º CHÁ DAS 5, COM TEMA "MULHER, A PÉROLA MAIS PRECIOSA"