sexta-feira, 17 de outubro de 2014

17 DE OUTUBRO, “DIA MUNICIPAL DA CULTURA URBANOSSANTENSES”

Lá vem os blocos carnavalescos nas ruas de nossa cidade...
Vem todo mundo enfeitado...
Vem todo mundo cantando,
Numa alegria sem fim!
Olha! A Manguba está esperando pessoas no Beco do Sólon! Cuidado!
Ela já assombrou muita gente...
Inclusive casais de namorados
E andarilhos altas horas da noite
Lá vem o Bumba-Boi...
Com sua malícia encantando o povo
Nas festas juninas...
Com caboclos de penas, vaqueiros e índias,
Lá vem o Festejo da Natividade!
Com várias festas e barraquinhas para a diversão
Lá vem a Cigana Milagrosa do Bom Fim, desde 1902...
Com seus cantos e encantos
Lá vem as muralhas de Santa Maria...
Muralhas do Século XIX, onde muitos escravos deixaram suas marcas
Muralhas construídas pelo rico fazendeiro
João Paulo de Miranda
Visitem o Povoado de Santa Maria para conferir
Lá vem os pelouros do canhão de Boa União
Lá vem nossa história numa charrete
Lá vem! Lá vem o Balaio Raimundo Gomes
Disfarçado de Corcel
Puxando a charrete carregada de insurretos
Lá vem pessoal os toques dos tambores
O zinir do berimbau!
O ronco dos pandeiros e caxixis
No gingado da capoeira
E dessa vez eu também vou jogar
E jogar com malandragem
Com vontade, na luta brasileira...
Porque é de lá minhas ricas origens africanas
Escravos, Reis Tribais de Angola...
Escrava Bilina, minha tataravó...
Negra fujona do Cativeiro de Sucuruiú no Baixo Parnaiba
Breve sua história de resistência
Lá vem! Lá vem a nossa cultura...
Lá vem nossa cultura, nas páginas da poesia,
E na arquitetura das velhas casas da Rua 10 de Junho e centro da cidade,
Lá vem nossa cultura nas fotografias mais antigas
E no canto simples da vida
VIVA A CULTURA URBANOSSANTENSE! VIVA!

José Antonio Basto
Poeta urbanossantense
17/10/2014

Sem comentários:

Enviar um comentário

Atenção! Identifique-se para que os seus comentários sejam publicados; comentários abusivos, desrespeitosos e anônimos serão deletados. Nem tente.