sexta-feira, 24 de outubro de 2014

CAMPANHA DILMA 13 TOMA CONTA DO CENTRO DE SÃO LUÍS

Uma caminhada histórica foi realizada nesta quarta-feira (22) por militantes da juventude e do movimento negro no Centro de São Luís. Mais de 500 pessoas percorreram a Rua Grande em direção à praça Deodoro com faixas, cartazes e gritando palavras de ordem em prol da candidata do PT, Dilma Rousseff. “Este ato representa a verdadeira vontade popular. Aqui estão as pessoas que realmente vivem as políticas públicas do governo federal, jovens que estudam em universidades federais, beneficiados do Prouni, do Fies.”, comentou o presidente estadual do PT. 

Lideranças juvenis de diversos partidos e movimentos estudantis estiveram presentes, entre eles, o PCdoB, o PDT, o PSB e o PMDB. Uma união suprapartidária para a garantia das políticas públicas e dos espaços deliberativos conquistados pela juventude no governo petista. “Hoje damos aqui uma lição de amadurecimento político, estamos unidos apesar de nossas divergências nos projetos estaduais, mas a juventude maranhense dá exemplo de que sabe o que deseja para o Brasil e para o nosso Estado e com certeza, não é o retrocesso. Queremos mais avanços, mais espaços de participação popular e, isto, só é possível com um governo do PT”, ressaltou o vereador de Chapadinha e membro da JPT, Eduardo Braga. 

Por onde passou a “Galera da Dilma” recebeu manifestações de apoio à reeleição da petista. “Na minha casa todo mundo vota nela, porque foi com o governo do PT que os pobres tiveram vez no Brasil. A caminhada do Aécio passou aqui ainda pouco e foram vaiados, passaram correndo. O povo não é besta! E acredito na vitória da Dilma, sem dúvidas. Quem vai querer voltar pra taca? Eu não quero!”, disse a manicure Vera Lúcia dos Santos.

Ao chegar na praça Deodoro a caminhada da juventude se encontrou com o ato do movimento negro “Negro Consciente, Vota Dilma, Presidente” que uniu centenas de militantes negros e negras. Os dois movimentos seguiram juntos fazendo o trajeto da Deodoro para a Nauro Machado. “ Não podemos retroceder jamais, hoje conseguimos ser respeitados como cidadãos desta terra, estamos nas universidades, em empregos mais dignos. Muito ainda precisa ser feito, mas, só um governo popular poderá fazer e não um governo neoliberal e antipopular”, relator o coordenador do Movimento Consciência Negra, Gilson Leite.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Atenção! Identifique-se para que os seus comentários sejam publicados; comentários abusivos, desrespeitosos e anônimos serão deletados. Nem tente.