terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

RECADASTRAMENTO BIOMÉTRICO É TEMA DE AUDIÊNCIA PÚBLICA EM URBANO SANTOS


-
Audiência pública realizada nesta terça-feira (2 de fevereiro) na Câmara de Vereadores de Urbano Santos (19.195 eleitores) esclareceu dúvidas da população da cidade e de Belágua (5.544) acerca do recadastramento biométrico que ocorrerá obrigatoriamente nos dois municípios a partir de 15 de fevereiro.




-
O desembargador Raimundo Barros (urbanosantense), corregedor do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão, participou do ato que reuniu ainda os membros da Corte Daniel Leite e Eduardo Moreira, o juiz Samir Araújo Mohana Pinheiro (titular da 73ª zona eleitoral), o promotor Saulo Rezende Moreira, os prefeitos Miguel Fernandes de Mesquita (Urbano Santos - em exercício devido licença médica da titular Iracema Vale) e Adalberto do Nascimento Rodrigues (Belágua), além de outras autoridades da região, entre representantes da classe política, líderes comunitários e imprensa.

JUIZ SAMIR ARAÚJO MOHANA PINEHEIRO AO LADO DO CORREGEDOR DO TRE/MA RAIMUNDO BARROS

Motivos técnicos levaram o TRE-MA a realizar o recadastramento biométrico dos eleitores de Urbano Santos e Belágua, explicou o corregedor, que também convidou a sociedade a fazer sua parte de controle social, deixando de apenas cobrar dos poderes constituídos para agir em prol de melhores serviços prestados.

 
O magistrado Samir Mohana destacou o trabalho transparente que vem desenvolvendo, exemplificando a convocação da audiência pública como uma das ações que visam envolver a população no processo eleitoral que se aproxima. Já o promotor ratificou o papel do Ministério Público que é de fiscalizar e atuar juntamente com o eleitorado para garantir que a soberania popular prevaleça.

Em nome dos advogados militantes na região, Audeson Oliveira lembrou as consequências que aqueles que deixarem de realizar o recadastramento biométrico sofrerão ao terem seus títulos cancelados como não poder assumir cargo público, obter empréstimos ou ainda não receber benefícios sociais concedidos pelo governo federal.

Em Urbano Santos, a biometria funcionará entre 15 de fevereiro e 31 de março, de segunda a domingo, das 8h as 18h, no Centro Administrativo e no cartório da 73ª zona eleitoral. Já em Belágua, o período é menor, de apenas 30 dias, entre 15 de fevereiro e 15 de março, também de 8h as 18h, de segunda a domingo, na Câmara de Vereadores.

SECRETÁRIO GUALTER LOPES - TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DO TRE/MA

O secretário Gualter Lopes (Tecnologia da Informação do TRE), ao apresentar mais dados sobre a implantação da biometria no estado, destacou o apoio das Prefeituras onde a ação foi, está ou será aplicada obrigatoriamente, que são possibilitadas devido aos termos de cooperação assinados entre a instituição e os poderes executivos e legislativos locais.

Servidores das Prefeituras de ambos os municípios estão sendo treinados para atuarem como atendentes. Eles, supervisionados por técnicos da Justiça Eleitoral, é quem vão trabalhar nos kits biométricos instalados no Centro Administrativo (Urbano Santos) e na Câmara de Vereadores (Belágua).


Recadastramento
O recadastramento dos eleitores de uma cidade por meio da identificação biométrica visa tornar o processo de votação ainda mais seguro, uma vez que um eleitor não pode se passar por outro. Durante o recadastramento, são coletadas as digitais, foto e assinatura do eleitor.

Em 2016, 41 cidades maranhenses (43% do eleitorado maranhense) utilizarão a biometria como forma de identificar o eleitor que comparecer às urnas, o que representa aumento real de 20% no número de eleitores biometrizados pelo Tribunal Regional Eleitoral do estado.

Em 2014, 15 municípios (23%), entre eles, São Luís, usaram o sistema. No ano corrente, em que serão realizadas eleições municipais, serão mais 26 cidades, entre elas grandes colégios eleitorais como Imperatriz, Caxias, Timon, Açailândia, Santa Inês, Bacabal, Viana, totalizando cerca de 2 milhões de eleitores recadastrados dos 4 milhões e 500 mil que constituem o eleitorado do Maranhão. 


Após as palestras, a Câmara Municipal de Vereadores e a prefeitura de Urbano Santos representado pelo prefeito interino - Miguel Mesquita - homenagearam o Corregedor do Tribunal Eleitoral do Maranhão Raimundo Barros com uma placa pelos relevantes serviços prestados ao estado.


Raimundo José Barros de Sousa nasceu em Urbano Santos (MA). Formado em Direito pela UFMA, é pós-graduado em Direito Penal e Processual Penal pela Universidade Candido Mendes. Em 1986, após advogar e funcionar como promotor de justiça, ingressou na magistratura, passando pelas comarcas de Coelho Neto, Brejo, Chapadinha e São Luís, onde atuou no 1º Juizado Especial das Relações de Consumo, 1ª Turma Recursal dos Juizados Especiais, Central de Inquéritos, 9ª Vara Criminal, juiz corregedor; diretor do Fórum Desembargador Sarney Costa, membro do TRE-MA. Em agosto de 2012, foi eleito desembargador do TJMA pelo critério de merecimento. Também atua como professor da Escola Superior da Magistratura do Maranhão (Esmam) desde 1995, onde leciona as disciplinas Direito Processual Penal, Direito Penal e Direito do Consumidor. Professor contratado do CEUMA, de 2002 a 2012, lecionou Direito Penal e Processual Penal.

Veja mais imagens...





FOTOS: EDSON MUNIZ
REDAÇÃO: ASCOM - Assessoria de Imprensa e Comunicação Social - TRE-MA

Sem comentários:

Enviar um comentário

Atenção! Identifique-se para que os seus comentários sejam publicados; comentários abusivos, desrespeitosos e anônimos serão deletados. Nem tente.